Aprenda a escolher o melhor bairro para morar e tenha qualidade de vida

3 de maio de 2017

como-escolher-m

Na procura por um imóvel para comprar ou alugar, uma das primeiras questões a serem avaliadas é a localização. Escolher o melhor bairro para morar, por vezes, pode ser uma tarefa um tanto quanto complicada. Afinal, tem-se inúmeras variáveis: bairros antigos ou novos; residenciais ou comerciais; com ou sem influência do trânsito diário, etc. Cada uma dessas características irá influenciar diretamente na qualidade de vida dos novos moradores. Pensando nesse contexto, o post de hoje quer ensinar a escolher a melhor localização de uma casa ou apartamento.

Apesar da possibilidade de escolha do melhor bairro para se viver, também devemos levar que algumas circunstâncias nos levam e bater o martelo em determinada região. O trabalho costuma ser a principal causa nesse processo – você irá escolher um imóvel que fique relativamente próximo do seu escritório, não é mesmo?

Ainda assim, se a região do trabalho não for a mais adequada, você irá pensar na facilidade de se deslocar até ele, principalmente pela qualidade de vida proporcionada para aqueles que não precisam ficar horas em engarrafamentos ou depender de transportes públicos ineficientes. Da mesma forma, proximidade do imóvel à casa de familiares, escola para os filhos e universidade também são fatores levados em consideração.

No entanto, quando se pode fazer a escolha do melhor bairro para morar, tem-se a oportunidade de eleger, de fato, uma residência que agregue benefícios aos moradores. Aqui, é recomendável que seja feita uma pesquisa acerca da infraestrutura de cada bairro a ser levado em consideração – o endereço da prefeitura do município pode fornecer alguns dados interessantes.

Veja algumas possibilidades para analisar neste contexto:

Estilo do bairro

Em algumas cidades, os bairros costumam expressar o estilo de vida de seus moradores. Um exemplo bem claro disso são as localidades que abrigam universitários, por exemplo, que são lotadas de bares e festas, mas também de locais de conveniência, como farmácias, supermercados e bancos. Pode não ser o melhor local para um casal com filhos pequenos devido à agitação, mas um bairro com esse perfil pode servir a jovens em busca do primeiro imóvel próprio ou até mesmo a casais recentes. O estilo do bairro também influencia no perfil de morador que nele habita: reservados, hospitaleiros, festeiros, encrenqueiros, etc. Basta que você se adeque a um deles.

Residencial versus comercial

O melhor bairro para quem deseja sossego provavelmente não será aquele onde há alta concentração de comércio. A falta de vagas de estacionamento é outro agravante nesse cenário. Em contrapartida, uma região residencial pode proporcionar “marasmo” em demasia – além de falta de lojas essenciais (farmácias, açougues, feiras, etc). O ideal, nesse contexto, é levar em consideração o objetivo da residência – se é para descanso absoluto ou proximidade do trabalho ou estudo, por exemplo – e escolher alguma localização que seja o meio termo.

Localização nova ou antiga

Bairros mais velhos costumam ser mais charmosos – desde que a prefeitura trabalhe pela preservação do local, é claro. Quando esse é o caso, há um custo: viver em centros históricos é mais caro, tanto pelo aluguel ou preço do imóvel, quanto pelo IPTU ou serviços oferecidos na região. Nesses locais, moradores mais antigos também costumam ser mais comuns e, consequentemente, dão um ar mais hospitaleiro e calmo. Já as localidades mais novas costumam atrair famílias recém-formadas, que se mudam de outras cidades e podem ser mais agitados em comparação.

Você está em busca do melhor bairro para viver? Saiba que um consultor de imóveis pode ajudar – e muito – nesse processo. Se restou alguma dúvida, não deixe de entrar em contato conosco!

Ir ao topo